Memorial de uma tradutora e revisora (2)

Memorial de uma tradutora e revisora (2)

Olá, querid@s amig@s que acompanham a Ipsis Litteris AEL e Ipsis Litteris Cast pelas redes sociais e podcast.
Há tempos, perguntaram o porquê do slogan” As mesmas palavras de um jeito diferente”. E mais recentemente, a dúvida foi quanto ao significado de Ipsis Litteris, nome desta assessoria educacional e linguística. Portanto, neste depoimento, tentarei unir as duas coisas!

A tradução já foi chamada de “A ponte necessária”.

O tradutor seria “invisível”. A tradução ” a ponte necessária”. E a revisão uma “olhadinha rápida”. O tempo passou, e hoje estamos em um mundo globalizado, multilíngue e repleto de visibilidade dos acertos e erros da humanidade. Um desses acertos, na minha opinião, é a compreensão do papel do tradutor na sociedade, seja ele do texto escrito, falado, na interpretação de cabine ou de Libras, ou ainda aquele que permite entendermos filmes e documentários pelas legendas e traduções para as dublagens.

Tudo isso e mais aquela boa e dedicada revisão textual! E é bom lembrar : não é só uma “olhadinha”rs!
A revisão não é mais sinônimo de correção ortográfica. Passou a ser uma peça fundamental e mencionada nos créditos das edições de valor, seja de uma revista acadêmica ou obra literária badalada.

As mesmas palavras de um jeito diferente?

Sim, porque a cultura, a vivência, a sociedade … tudo isso envolve os idiomas (ou vice-versa), e ao ter acesso ao “texto” traduzido encontramos lá as mesmas informações de um jeito que o nosso leitor conseguirá depreender, entender, interpretar…dependendo do seu idioma, da sua cultura, do contexto em que está.
Ipsis Litteris, arrisco-me a dizer, é aqui uma metáfora. Mais ou menos assim:
Não existe tradução literal.
Não existe texto revisado que fique igual ao anterior.
Aqui, há o compromisso profissional de entregar “textos” marcados pela precisão linguística, cultural e contextual, além de uma gota de “suor” fruto de muita pesquisa para dizer a mesma coisa, só que de um jeito diferente!
Até o próximo encontro!
Ciça Lopes

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.