Memorial de uma tradutora e revisora (3)

Memorial de uma tradutora e revisora (3)

A mala verde e os livros físicos.

Nos últimos 11 dos meus 34 anos de docência, costumava apresentar aos meus alunos na graduação livros e dicionários de referência.
Eu os levava para cima e para baixo em uma mala verde de rodinhas.
Ao entrar na sala para lecionar prática de tradução ou de revisão, dava para perceber a feição de espanto de alguns.
E eu sempre dizia “por mais que tudo esteja online, não dá para ter certeza se a luz e a internet estarão 100% ali. Na falta, tenha sua biblioteca física.”
Essa aí na foto é a minha prateleira de sobrevivência!
Quando a ENEL (companhia de energia de São Paulo) e a Vivo não me atendem, corro para ela, acendo a lanterna, pego caneta e papel…e sigo em frente.
Baterias acabam, 4Gs falham…mas minha prateleira está sempre ali.
Até mais,
Ciça Lopes

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.